You are currently browsing the category archive for the ‘teatro’ category.

O projeto existe há muito tempo e aos poucos vai ganhando nova cara. A proposta é pra lá de bacana. Uma vez ao mês acontece o Desabafo em dois momentos: um no período da tarde com brechó de roupas, showzinhos, quitutes e leitura de tarô e outro a noite, com jantar e performance teatral.

E neste sábado, 19/3, Vanessa Carvalho, a idealizadora, recebe o público para mais uma edição do experimento cênico. Dessa vez ele acontece na Casa das Três, que fica na rua Colônia da Glória, 320, pertinho do metrô Vila Mariana, a partir das 14 hs.

Se quiser dá pra ir só no jantar, que começa às 20 hs, mas o ideal é reservar o seu convite pois só cabe 21 pessoas. Tudo pra garantir um jantar bacana. Dá pra saber tudo aqui. E ainda dá pra tomar um vinhozinho. Com esse frio, heim ? Vá !

Anúncios
 domingo quebrei o jejum e fui ver o Michel Melamed em Homemúsica. Perdi ele tomando choques em Regurgitofagia e ele fazendo o homem do baú em Dinheiro Grátis mas fui ver o encerramento da trilogia que está em cartaz no Sesc Consolação. Até chegar em casa ainda não sabia se tinha gostado ou não do espetáculo. A única certeza é que a pesquisa de Melamed é algo realmente incrível de se ver. Porque é isso mesmo, ele escancara em cena o processo da encenação.  Faz isso quando projeta no fundo de cena o texto da atuação com suas devida rúbricas. Vira playboy paulista, carioca, caipira, Cazuza. Um caleidoscópio de sonoridades. Em cena, Helicóptero, o personagem principal, pede pra “não confundir fragilidade com fraqueza. Fragilidade é quão rápido se chega ao âmago e não o quanto ele aguenta”. Confesso, a frase me pegou. Dita assim no meio de tantas informações jorradas sem parar da boca de Melamed ela se destacou.  Mais uma pérola: “Riso falso com esforço é verdadeiro”. Poesia, música e texto se misturam. Nirvana, New Order, Barbie Girl, Mano Chao e Caetano Veloso se encontram. Na sala de estar de Melamed, que a uma certa altura entoa Kurt com um Something in The Way. Nos agradecimentos da ficha técnica John Ulhoa, do Pato Fu. Com certeza é dele o aparelho que Melamed traz no corpo e que a cada batida traz uma sonoridade diferente. Afinal, há anos ele já tocava bateria no peito em seus shows. Ainda tem espaço para um show de calouros e até para performances com homens livros. Sim, ele toca guitarra acompanhado de um baixo e bateria. Nas referências sonoras, muito rock e não sei porque achei Melamed com um quê de Caetano Odara. Tropicalista. No palco ele finalizava cantando que “a cidade dizia…”e a platéia completava com um tímido: fudeu. No telão: the end. Acabou. Zé fini. Vai lá ver. Até 29 de março. Sexta e sábado, 21 hs e domingo às 19 hs.

 

sabe quem está debutando ??  a Companhia Sutil de Teatro…e o baile dà direito à reapresentação de três clássicos de seu repertório…quando desembarcaram de Curitiba, Felipe Hirsch e sua trupe revolucionaram a ribalta paulistana com “A Vida É Feita de Som e de Fúria”, adaptação do clássico Alta Fidelidade, de Nick Hornby….a peça volta em cartaz junto com “Avenida Dropsie” e “Não Sobre o Amor”…três clássico imperdíveis…fica esperta…porque vai ficar em cartaz alternadamente de quarta a domingo, até abril, no Sesi da Paulista…

cia-sutil

é isso mesmo….o Ronaldo Fraga batizou a sua coleção de inverno assim…a referência vem do espetáculo “Giz” apresentado ano passado pelos também mineiros do Giramundo…o que ele vai aprontar por lá na SPFW segunda é segredo de estado…por enquanto fica com o croqui megalo fofo dele…

croqui_giz_bx

antes de falar que isso passa eu preciso contar que hoje tem sessão especial de “Os Bandidos”, às 20 horas pela bagatela de R$ 1 para a classe artística ! é ensaio da gravação do DVD que rola na sexta, sábado e domingo pelo mesmo precinho…

volante_gravacao_osbandidos1

geralmente é assim…desde que assumi a assessoria do Oficina poucas vezes fui ao teatro…geralmente hora de folga eu quero mesmo é ficar em casa…nada de peças…mas ontem eu quebrei o regime…está em cartaz “A Noite dos Palhaços Mudos” no Parlapatões todas as quintas, às 21 horas….não há textos….como assim ?? imagina as tiras de quadrinho do Laerte sendo executadas ao vivo ?? se é um daqueles que morre de preguiça de clown, só posso dizer que tem que mudar seus conceitos depois de ver a peça…o trabalho da La Mínma é referência hoje na seara teatral paulistana e só posso dizer que são 50 minutos de boas risadas…

palhacos-mudos_laerte

e na correria esqueci de contar que a crise baixou o preço lá no Oficina !! é…agora “Os Bandidos” entra em temporada popular…de sexta o preço cai para R$ 5 e de sábado e domingo o preço fica R$ 10…baratim né ??

flyer_bandidos_tempopular

e tem bundinhas…oficinescas…

revista-da-folha_2_11_08

já imaginou você na balada e de repente dar de cara com o Zé Celso nas carrapetas ?? quem for à festa Gambiarra deste domingo vai poder ver a cena…é especial de temporada popular de “Os Bandidos”…o que entra no set list dele ainda é mistério…quando descobrir eu conto…pra não achar que é mintchura minha…

gambiarra_ze-celso1

voltou a descarregar suas mercadorias e futuros em plena Praça Roosevelt ?? Lirovsky !…não perca a temporada heim !!!

pecas_mercadorias_001